Como vender de forma mais eficaz na minha loja virtual?

Em 2020, marcas que possuem lojas online e física tiveram aumento de 61%. É preciso melhorar ainda mais a experiência do consumidor.

Como vender de forma mais eficaz na minha loja virtual?

Em 2020, marcas que possuem lojas online e física tiveram aumento de 61%. É preciso melhorar ainda mais a experiência do consumidor.

Transformar a sua loja física num e-commerce é um verdadeiro desafio! 

Mas acredite, apesar de você ter que aprender vários critérios mais técnicos que são específicos do modelo online, você não terá que fazer nenhuma tomada de decisão diferente do que já faz atualmente com o modelo físico, que é simplesmente focar no consumidor.

Ok eu reconheço, há uma curva de aprendizado para ser superada.

Esse é inclusive o objetivo desse artigo. Fazer você entender que estrutura mínima é necessária para construir uma loja virtual que seja mais eficaz em vendas.

Então eu dividi o artigo em três grupos distintos para você ir tomando nota, vamos lá:

Obrigatoriedades na estrutura da loja

Informações completas da empresa

Sim, dependendo do seu modelo de comércio, é preciso obedecer à algumas Leis na sua loja virtual. Mas como há uma enormidade de variações, o ideal é conversar com o seu advogado ou contador para verificar. Mas o que é comum a qualquer tipo de e-commerce é a obrigatoriedade de disponibilizar as informações completas da sua empresa no site. É o que diz o Decreto 7.962 de 2013. Vale a leitura.

Adequar o site na LGPD

Conhecida como a Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais, ela garante que o consumidor não será lesado no momento em que ele fornece os seus dados pessoais e comerciais no ato da compra. As empresas precisam expor claramente no site quais dados serão coletados, como serão manipulados e para qual finalidade.

Segue o link de leitura da Lei 13.709 de 2018, sendo também indicado ter o aconselhamento de um contador ou advogado.

Hospedagem com certificado SSL

Identificado com o ícone do cadeado na barra de endereço do site, o Certificado SSL (Secure Sockets Layer) é um protocolo que garante que os usuários que visitam seu site naveguem em um ambiente seguro. Dessa forma, contratar uma hospedagem que tenha esse certificado não é só primordial para os usuários, como é também para os negócios, uma vez que SSL é fator na indexação no Google.

Eu conversei sobre esse tema no 5º episódio da Kamus Chat. Depois de ler esse artigo, assiste que tá bem bacana!

Layout responsivo

Segundo um estudo da Juniper Research, até 2025, compras através de um dispositivo móvel terá um crescimento de até 55% na China e 74% no EUA, maiores usuários de e-commerce no mundo.

Nesse cenário, ter uma loja com layout responsivo é atender adequadamente a essa demanda, uma vez que mais pessoas possuem apenas o celular como forma de acessar a Internet. 

Web responsividade é capacidade que a sua loja tem de se adaptar facilmente o layout num celular ou tablet, melhorando a experiência do usuário, e consequentemente, aumentando as vendas.

Otimizando os produtos

Descreva corretamente os produtos

Outro ponto bastante negligenciado nas lojas virtuais é a descrição, principalmente em e-commerces de revenda de produtos, onde é bastante comum copiar e colar o texto do produto de uma marca, deixando exatamente igual de todos os concorrentes.

Dessa forma, sem diferencial de venda, outros fatores são decisórios para o consumidor: preço, opções de pagamentos, agilidade na entrega, valor do frete, etc…

Por isso é fundamental escrever conteúdos originais dos seus produtos. Isso além de ser determinante para o usuário tomar a decisão de compra, esse conteúdo também ajuda na encontrabilidade nos mecanismos de buscas.

Produza suas próprias fotos

Dê preferência para fotos feitas por fotógrafos profissionais, pois elas causam muito mais impacto.

Mas claro, vai depender muito do “budget” que a sua loja tem para isso. Caso opte por fazer você mesmo as fotos, use o seu celular! Afinal, hoje em dia qualquer smartphone tem boa qualidade técnica para fazer boas fotos.

Opte por enquadramentos que valorizem o produto, se possível use modelos (com a devida autorização de uso de imagem) e ilumine e componha bem as fotos.

Intensifique a compra

Descomplique o checkout

De nada adianta criar uma loja bonita, bem-feita, se na hora do cliente pagar você coloca tudo a perder com um checkout confuso, com inúmeras variáveis.

O resultado é sempre baixas vendas.

Seja simples!

Essa regra vale pra tudo, e no checkout é uma obrigação inegociável!

Invista em ferramentas de recuperação de carrinhos abandonados

Um dos primeiros investimentos que eu sempre recomendo é o de recuperação de carrinhos abandonados. Basta entender que, em média, 80% das pessoas que chegarão nessa página não se tornarão seus clientes. Essas ferramentas são um ótimo investimento, pois auxiliam as vendas aumentando a conversão.

E por fim, tenha um atendimento online

Mais uma ferramenta que eu indico para você investir na sua loja virtual, pois funcionam como um vendedor online, humanizando a relação. Por melhor que a sua loja virtual seja, sempre haverão dúvidas. Afinal, ele pode estar no início da sua jornada do consumidor.

O mesmo pode acontecer com você!

Se você está em dúvida para criar a sua loja virtual, agende um café virtual conosco!

Acha que esse artigo pode ser útil para alguém? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

Quer fazer algum comentário sobre esse conteúdo?

Curtiu esse artigo?

Que tal recebê-lo por e-mail? Cadastre-se, é de graça!
Não se preocupe, não enviaremos spam, nem lotaremos sua inbox!

Você conhece alguns dos nossos produtos?

Kamus © 2016 / 2021
(21) 98412-8528 – falecom@kamus.com.br – CNPJ 26.649.828/0001-69
Incrivelmente hospedado por HostWP