Hub /

Como transformar a minha loja física numa loja virtual

Em 2021 o e-commerce cresceu 27% em relação ao ano anterior, e isso já seria motivo suficiente para colocar a sua loja física na Internet.

Hub /

Como transformar a minha loja física numa loja virtual

Em 2021 o e-commerce cresceu 27% em relação ao ano anterior, e isso já seria motivo suficiente para colocar a sua loja física na Internet.

R$ 161 bilhões!

Esse foi o somatório de todas as vendas realizadas no ano passado no e-commerce brasileiro, com um ticket médio de R$ 445,00 por compra. 

Só para se ter uma ideia, em 2019 o volume de vendas foi de R$ 37,6 bilhões, seguido de R$ 49,9 bilhões em 2020, representando um aumento de 27% citado no começo do artigo.

Esses dados são apresentados pelo relatório da Neotrust, que monitora 85% do e-commerce nacional. A previsão de vendas para o ano de 2022 é de um aumento 9%, com uma estimativa de R$ 174 bilhões em volume de vendas.

Segundo Paulina Dias, head de inteligência da Neotrust, o comportamento de consumo online se intensificou ainda mais, mesmo durante a pandemia. 

Resumindo, o e-commerce não é uma tendência, e sim uma realidade!

E o que falta para a sua loja física virar numa loja virtual?

Ok, lendo assim parece fácil, mas não é! 

É preciso pesquisar, planejar e estruturar para lançar a versão da sua loja física no ambiente web. Não é apenas uma questão de vontade só porque os números indicadores mostram que o e-commerce continua em crescimento! 

É preciso mais!

E foi pensando nisso que nós decidimos criar esse artigo. 

A ideia é levantar as principais necessidades e desafios para que você empresário e empreendedor possa fazer uma evolução da sua loja física, lançando-a na Internet.

Quais as Vantagens de ter uma loja virtual?

01 - Vendas 24x7

Diferente da loja física, o ambiente online está disponível para vendas 24h por dia, 7 dias por semana. 

O consumidor pode comprar na hora e no local em que ele quiser. 

A venda pode ser feita num dia de semana durante o intervalo do almoço de trabalho, em casa no fim de semana, de madrugada, no computador, no notebook, ou mesmo no celular durante o trajeto para casa.

Ou seja, é uma enorme conveniência para o consumidor

E isso é muito estimulante para as vendas!

02 - Custos de operação

Ao contrário do que muito gente pensa, uma loja virtual tem custos

Por mais que existam plataformas de e-commerce gratuitas, ainda sim, há outros custos envolvidos na operação como um todo. Dependendo do tamanho da loja, os custos podem até ser bastante significativos, mas ainda sim, são bem menores do que os custos de uma loja física. 

Não há como comparar! 

03 - Maior visibilidade

Por estar funcionando 24×7, é óbvio que a loja é mais acessível e tem mais visibilidade. Se a plataforma e o conteúdo da loja forem bem optimizados, a chance dela ser encontrada nos mecanismos de buscas aumentam.

04 - Crescimento mensurável

Sem dúvida, uma das maiores vantagens do ambiente digital é a possibilidade de tudo ser mensurável! 

Existem ferramentas para medir praticamente qualquer coisa online.

Num e-commerce isso não é diferente.

O resultado é que o empresário e o empreendedor podem tomar decisões estratégicas de negócios baseados nas análises desses dados, minimizando as perdas e aumentando as vendas.

05 - Possibilidade de venda recorrente

Esse tópico é a continuação natural do anterior. 

Como tudo é mensurável, é possível entender o comportamento de consumo do seu público oferecendo outras possibilidades de compras, transformando-as em vendas recorrentes. 

Mas qual é a estrutura necessária de um e-commerce?

imagem destacada como transformar a minha loja fisica num e commerce

Lembram do tópico sobre os custos? 

Pois é, aqui estão eles, vamos lá:

Domínio próprio

É o endereço online da sua loja.

O famoso “www.nomedasualoja.com.br“, que no Brasil é gerido no site registro.br. O valor atual custa R$ 40,00 por ano. 

Ter um domínio é fundamental, pois gera credibilidade junto ao consumidor.

É importantíssimo uma boa pesquisa antes de registrar um domínio. Leve em consideração também os ‘usernames‘ da sua loja nas redes sociais, que também funcionam como uma espécie de domínio. 

É bem comum marcas não conseguirem manter a mesma estrutura do nome dos domínios nas redes sociais, e técnicas como ‘Naming‘ auxiliam nessa questão.

Aqui na Kamus nós fizemos um episódio com o designer Thiago Facchini, especialista no assunto.

Vale o play no vídeo a seguir.

Hospedagem

É onde os arquivos digitais da sua loja virtual estarão e efetivamente a venda ocorrerá. 

E da mesma forma que na loja física, ela precisa de cuidados importantes para ter uma performance que auxilie as vendas online.

Basta uma simples instabilidade, ou um servidor pouco optimizado gerando lentidão ou sobrecarga, para fazer o usuário desistir da compra e nunca mais voltar.

Entra também na conta da escolha de um ambiente de hospedagem o fator segurança, tão importante para os consumidores. Afinal, nenhum cliente vai colocar os seus dados de cartão de crédito se não sentir confiança na loja virtual!

Aqui na Kamus nós optamos pela empresa Host WP que oferece um ambiente de hospedagem VPS especializado em WordPress, com foco na atualização, performance e segurança do negócio.

Plataforma de e-commerce

Nesse tópico as possibilidades são muitas. 

Existem tantas plataformas de e-commerce no mercado que daria para falar de cada uma delas num artigo exclusivo e ainda sim não conseguiríamos falar de todas! 

Mas como aqui na Kamus nós usamos o WordPress nos nossos projetos, a tendência natural foi optar pelo WooCommerce, que é o plugin de loja virtual do WordPress.

Eis alguns critérios importantes para essa nossa escolha:

  • Flexibilidade na construção da loja;
  • Boa usabilidade;
  • Ser web responsiva;
  • Ter boa performance e segurança;
  • Ter dados das venda acessíveis;
  • Permitir integrações que ampliem a análise;
  • Entre outras.

Sistema de pagamento

Basicamente existem 3 tipos de sistemas de pagamento para e-commerce: Intermediador, adquirentesgateway

Esse tópico varia muito dependendo do tipo de loja, experiência mínima de e-commerce e estrutura. Vale também um artigo futuro detalhando cada um deles, ou mesmo fazendo um artigo exclusivo para cada uma das opções.

O importante é entender que cada uma delas possuem custos que variam pelo volume de transação online, personalização dos tipos de pagamento e taxas dos sistemas.

Sistema de atendimento

Também é fundamental para e-commerce. 

Ter um colaborador, ou mesmo uma equipe dedicada para dar suporte em vendas online pode ser determinante para que um consumidor efetive uma compra na sua loja virtual.

Também há uma enormidade de opções no mercado. 

É outro tema de promessa de novos artigos por aqui! 😉

Estrutura de logística

Esse tópico precisa de uma análise sobre a estrutura da sua empresa e como ela precisa se ajustar para fazer entregas dentro e fora da sua localização. 

Questões como ter um bom centro de estocagem, a sua localização junto aos principais pontos de coletas da sua cidade, os valores da entrega, e sobretudo, a abrangência que a sua loja deseja ter, lembrando que há 3 possibilidades de formato: entrega própria, por transportadora e pelos Correios.

E por fim, como fazer a sua loja virtual ser conhecida na Internet!

De nada adianta pensar em todos os tópicos acima e ignorar em saber como fazer com que o consumidor conheça e acesse a sua loja virtual.

Ela pode ter ótimos produtos, preços competitivos, mas se ninguém a conhecer o investimento não se justifica. 

Por isso é tão importante pensar em Inbound Marketing e em Publicidade. Ambos fazem parte dos custos fixos de uma loja virtual. 

Inbound Marketing atua na construção de conteúdos para que o consumidor conheça a sua loja virtual, os seus produtos, auxiliando a sua decisão de compra.

Já a publicidade tem como objetivo trazer o público para a sua loja virtual. Ações como campanhas em Google Ads, Facebook/Instagram Ads são as mais indicadas.

Enfim, definitivamente não é uma tarefa fácil criar uma versão online da sua loja física. 

Por mais que os números justifiquem e o inspirem a lançar a sua loja virtual, há muito o que pesquisar e planejar antes de investir na criação de um e-commerce para a sua loja física. 

Mas se ainda sim, você tiver interesse e ainda está com dúvidas, ou quer entender melhor sobre algum tópico do artigo, clique no botão a seguir e agende um café virtual conosco. 

Teremos o maior prazer em atendê-lo.

Curtiu? Então compartilhe!

Outros artigos sobre esse tema