Hub /

Sua marca pode usar memes na estratégia de marketing digital?

É possível geral valor para a sua marca utilizando John Travolta confuso, Nazaré Tedesco calculando ou o meme do dança do caixão?

Hub /

Sua marca pode usar memes na estratégia de marketing digital?

É possível geral valor para a sua marca utilizando John Travolta confuso, Nazaré Tedesco calculando ou o meme do dança do caixão?

Uma das principais funções do marketing é transformar os sentimentos dos consumidores em ações das marcas para que haja um engajamento entre eles, e quando for conveniente ao consumidor, ele possa considerá-la como opção de compra.

É papel da comunicação se aproximar desses sentimentos do consumidor, e dentro da infinidade de opções de formatos de comunicação, nós temos a mais simples de todas: o meme

E o termo simples, não se refere à facilidade e sim pela a sua origem. Eu explico!

giphy

Afinal o que é o meme?

Esse termo foi criado em 1976 pelo biólogo Richard Dawkins (autor do livro O Gene Egoísta) que usava “meme” para se referir a “propagação de ideias entre as pessoas“. Ele tirou essa expressão da palavra grega “mimeme”, que literalmente significa imitação.

Ele acreditava que essa imitação era como uma unidade de transmissão cultural em que as pessoas propagavam alguma ideia ou conceito e os seus pares as imitavam, fazendo com que elas fossem propagadas. 

As marcas podem usar memes como estratégia de marketing digital?

A palavra-chave é empatia

Memes são formatos de comunicação que potencializam a empatia entre as pessoas. Além do fato de humanizar a marca, o efeito de propagação idealizado pelo Rochard Dawkins é visto claramente quando nos deparamos numa ação que utiliza o formato de meme para gerar uma comunicação de uma ideia ou conceito.

Portanto, sim. As marcas podem e devem usar memes como estratégia de marketing digital.

giphy

Como as marcas podem usar os memes?

#1 - Entenda a proximidade da sua marca com o meme

Isso é básico. Toda estratégia de comunicação tem uma voz. E dependendo da voz da sua marca, alguns memes fazem sentido na estratégia de comunicação, outros não. É importante pesquisar o mercado e analisar se o meme desejado cabe como opção. Tudo vai depender do planejamento, claro!

#2 - Monitore o mercado

O segmento que a sua empresa está inserido também possui uma voz. O público também tem formas de expressões específicas. No planejamento estratégico prévio esses termos aparecem na análise, e ao monitorar constantemente também. Fique de olho e esteja atento.

#3 - Velocidade é tudo!

Se a sua marca monitora, crie a ação rapidamente, pois a velocidade de adesão é importantíssima. Afinal, você não vai querer que a sua marca seja um tiozão do pavê na hora de engajar com o consumidor né!?

giphy

O que as marcas não devem fazer usando memes?

#4 - Usar um meme fora do perfil da sua empresa

Não adianta tentar usar meme muito de nicho, ou engraçado e complexo demais se a sua audiência não compreendê-lo. Vai soar sentido, ou até sem graça. Dessa forma a ação pode ter uma reação oposta à desejada e afastar o consumidor em vez de aproximá-lo.

#5 - Não seja ofensivo

Toda comunicação precisa ter atenção para tudo que faz em comunicação. A nossa sociedade é muito grande e complexa. Os valores de uns, são o oposto de outros, ainda que dentro do mesmo segmento. O hábito do cancelamento ´nas redes estão aí e não se extinguirá, portanto atenção redobrada para termos que podem ofender parte do público.

#6 - Não medir a ação

Toda comunicação passa por essa etapa. Análise. Use memes não fogem à essa regra. É preciso entender se ação fez sentido para o público e se cumpriu o seu objetivo.

giphy

Curtiu? Então compartilhe!

Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pocket
Compartilhar no email
Compartilhar no print

Outros artigos sobre esse tema