Hub /

“Você pode saber o que disse, mas nunca o que outro escutou.”

De todas as mídias existentes, a Internet é a única que permite interpretarmos melhor o que pensa o consumidor. Aproprie-se dessa vantagem!

Hub /

“Você pode saber o que disse, mas nunca o que outro escutou.”

De todas as mídias existentes, a Internet é a única que permite interpretarmos melhor o que pensa o consumidor. Aproprie-se dessa vantagem!

A frase famosa do Jacques Lacan serviu bem para explicar essa característica da comunicação. Mas isso só funcionou até a invenção da Internet, principalmente depois do movimento conhecido como web 2.0, onde a interação com o consumidor começou a ser implementada cada vez mais nos sites, e claro, depois do surgimento das redes sociais.

Desde então é possível medir várias interações que vão muito além da “curtida”. Você consegue entender intenções, desejos, conceitos do consumidor. Dependendo de como foi planejada a comunicação de uma marca nas redes sociais, sempre estaremos próximos de uma decisão de compra pelo consumidor. 

O papel do inbound marketing

Entender com pensa, reage e age cada consumidor analisando os dados de interação do público nas publicações da marca. Por isso é tão fundamental analisar profundamente o mercado e planejar estrategicamente cada artigo, cada imagem, gif animado, stories, videos, etc.

Cada publicação precisa ter um objetivo claro para a marca. Seja atrair novos interessados, converter visitantes em lead e e depois qualificá-los, para enfim, conquistá-lo como cliente. Não importa o canal. Pode ser num blog, numa campanha de e-mail marketing, live ou publicação na “timeline”, ou grupo de uma rede social.

É disso que se trata o inbound marketing.

Pens nisso!

Curtiu? Então compartilhe!

Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pocket
Compartilhar no email
Compartilhar no print

Outros artigos sobre esse tema