Hub /

8 motivos para a sua marca não comprar seguidores

Precisamos falar sobre a péssima estratégia de compra de seguidores e como ela pode arruinar o engajamento da sua marca com os consumidores

8 motivos para a sua marca não comprar seguidores

Precisamos falar sobre a péssima estratégia de compra de seguidores e como ela pode arruinar o engajamento da sua marca com os consumidores

Se a sua marca tem algum perfil numa rede social, e em especial no Instagram, é bem provável que ela já tenha sido abordada por plataformas de compra de seguidores.

Confesso que é proposta muito tentadora ter uma grande quantidade de seguidores para a sua marca por valores bastante acessíveis para as empresas. Com a promessa no melhor estilo “trago a pessoa amada em 7 dias“, essas plataformas usam em geral a mesma técnica: 

Seguem automaticamente muitos perfis, com o objetivo de gerar o chamado “follow back“, ou seja, a ferramenta espera que esses perfis sigam a sua marca como uma contrapartida de gentileza! 🙄

Ok, o número de seguidores realmente sobem, e, dependendo da plataforma, sobem bastante mesmo. Mas como negócio não valem à pena e ainda são prejudiciais para a sua marca. 

1 - Muitos perfis falsos como seguidores

Esse é o primeiro problema que é identificado logo no começo do uso dessas ferramentas. Como não há critério baseado em segmentação, qualquer perfil é seguido pela sua marca, e consequentemente, essa será a sua base de seguidores. E acredite, ela será a maior parte deles, e isso nos leva para o próximo problema.

2 - Baixa taxa de engajamento

Se boa parte dos seus seguidores são falsos, óbvio que mesmo com muitos novos seguidores não-robôs, a questão é que eles não foram conquistados pelo o que a sua marca diz ou faz. A consequência é que o engajamento entre esse público e o perfil da sua marca é baixo.

3 - Métricas falsas

Por ser uma base com muitos perfis falsos, os dados estatísticos são mascarados por engajamento falso. Simples assim! Isso impacta negativamente as tomadas de decisão de inbound marketing para a sua marca.

4 - O algoritmo continuam sendo influenciado pelo engajamento

Todas as plataformas possuem algoritmos. O papel dele é decidir pelo usuário o que ele verá na “timeline” e em que ordem. Afinal, todo mundo segue mais perfis do que consegue ver. 

Por mais que seja possível rolar a tela para ver publicações mais antigas, é humanamente impossível acompanhar todas publicações que são feitas, e é aí que entram os algoritmos, decidindo por base de engajamento, o que cada pessoa vê na linha do tempo. 

E se a sua marca tem muitos seguidores que não interagem com ela, logo, as publicações da sua marca não aparecerão para muitos perfis.

5 - Nenhum foco na aquisição de clientes

Como a estratégia da sua empresa foi investir nesse tipo de plataforma, no fundo a sua marca não está focando na aquisição de cientes, e sim, apenas subindo o número de seguidores, e isso não dá garantia nenhuma de que haja conversão para a sua marca.

6 - Perda de credibilidade

Mesmo que haja uma parte pequena de novos seguidores que foram comprados não serem falsos, eles percebem que essa foi a estratégia adotada pela sua marca, pois o conteúdo publicado não gera esse número de seguidores naturalmente. O público já percebe isso. 

E como consequência, é capaz dele parar de seguir o perfil da sua empresa depois que notar essa estratégia.

7 - Risco sobre os seguidores reais

Como essas ferramentas acessam sua rede de contatos do seu e-mail e do perfil da sua empresa nas redes sociais, as plataformas também entram em contato com essas pessoas para tentar vender o mesmo serviço. Se a sua empresa usou uma plataforma suspeita, esses contatos correm risco real. O que também é péssimo para sua marca.

8 - Risco de penalização

Essa prática é contra as regras em todas as redes sociais, principalmente por causa do risco que outros perfis correm. A estratégia de compra de seguidores sempre é penalizada pelas redes sociais, e a sua marca pode simplesmente ter o seu perfil bloqueado, ou mesmo banido a qualquer momento!

Mas e aí, como atrair mais clientes nas redes sociais?

Bom, a primeira coisa que você precisa entender é que as redes sociais são feitas pela relacionamento. Sejam entre pessoas, ou entre pessoas e marcas. Publique conteúdos que sejam úteis para seu público. Algo focado nas suas necessidades, desejos e dores.

Sim, é uma atuação mais lenta, afinal, conquistar a atenção e confiança do consumidor é uma luta diária e está longe de ser simples.

Se a sua marca não tem ideia de como fazer isso, agende um café virtual com a gente. Nós termos o maior prazer em ajudar!

Curtiu? Então compartilhe!

Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pocket
Compartilhar no email
Compartilhar no print

Outros artigos sobre esse tema