Hub /

Analisando a nova marca da Globo com Thiago Facchini

O desafio hercúleo de criar uma marca de fácil aplicação, que converse com os inúmeros públicos, que respeite o legado e que seja memorável!

Hub /

Analisando a nova marca da Globo com Thiago Facchini

O desafio hercúleo de criar uma marca de fácil aplicação, que converse com os inúmeros públicos, que respeite o legado e que seja memorável!

Criar uma marca memorável para a sua empresa é um desafio enorme hoje em dia

Principalmente porque nós temos telas em praticamente todos os lugares, não só na sala, no computador ou celular. As marcas são vistas em smartwatches, displays de rua, elevadores e até em geladeiras!!!

Destacar a marca da sua empresa em meio à tantas opções de conteúdo é um trabalho hercúleo, e está longe ser uma demanda simples ou trivial.

Na edição do 3º episódio da #KamusChat nós convidamos o designer de marcas Thiago Facchini para conversar sobre esse tema e ele propôs analisarmos a nova marca da Globo.

O papo foi ótimo e levantamos muitos aprendizados!

Se preferir ouça esse episódio no Spotify

Alguns aprendizados importantes sobre a nova marca da Globo

  • Abandono oficial dos reflexos e sombras, abraçando o 2d e o 3d flat;
  • A versão em branco tipifica a união de todas as cores;
  • A variedade de cores “as oito cores de origem” representam a pluralidade de conteúdo e público;
  • O gradiente remete ao que é aberto, acolhedor, onde as cores habitam e conversam entre si;
  • Os acabamentos arredondados das letras falam sobre a contínua transformação e evolução da empresa;
  • A tipologia em caixa baixa trás proximidade com o público, trazendo leveza e contemporaneidade;
  • O círculo do símbolo transmite movimento e energia;
  • A letra “L” representa o mobile, os meios digitais;
Link do artigo “Designers? Para quê?” do site Feira Moderna (Mauro Pinheiro) citado na live

Curtiu? Então compartilhe!

Outros artigos sobre esse tema