fbpx

Por Cristiano Santos

Fundador da Kamus, designer web especialista em criação de sites com WordPress focado em negócio; pai, marido e goleiro de fim de semana.

A economia no país deu sinal de pequena recuperação, mesmo com o cenário político tão conturbado como o que vivemos atualmente.

Mas somados ao crescimento do evento no calendário brasileiro, e a consolidação anos após ano, a Black Friday gera muito expectativa no setor. Segundo um estudo do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e da Confederação Nacional dos Dirigentes Lojistas (CNDL) três em cada dez empresas brasileiras (35%) devem aderir à Black Friday. (Fonte: E-Commerce Brasil)

No início, a Black Friday começou com sérios problemas de reputação

Tanto que foram criados inúmeros mecanismos de validação e verificação do cumprimento das promessas de descontos. Bem pouco tempo atrás, batizada de Black Fraude, onde a expressão “tudo pela metade do dobro” viralizou, gerando muitos memes e desconfiança.

Nas edições mais recentes, alguns órgãos se posicionaram como fiscalizadores de apoio ao consumidor. É o caso do Procon de São Paulo, que esse ano fará plantão das 19h do dia 23 até 22h do dia 24 de novembro. Essa iniciativa auxilia o consumidor, e as empresas honestas e ajuda o crescimento ainda mais dos números.

***

Menos de um mês para a Black Friday. Qual foi a estratégia da sua empresa para esse ano? Acesse: http://kamus.com.br/blackfriday/

Esse artigo é útil para alguém? Compartilhe!

Share on linkedin
LinkedIn
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on pocket
Pocket
Share on email
Email
Share on print
Print

O que achou do artigo? Comente o que achou!