fbpx

Por Cristiano Santos

Fundador da Kamus, designer web especialista em criação de sites com WordPress focado em negócio; pai, marido e goleiro de fim de semana.

Engajamento é uma expressão muito vista em artigos sobre marketing digital, mas nem sempre fazem com que o empresário entenda o seu real significado.

Normalmente vemos conteúdos ensinando técnicas de como fazer com que as marcas consigam aumentar o grau de engajamento com o seu público, seja nas redes sociais, ou nos seus próprios sites.

Ok, as técnicas são fundamentais e na Kamus nós aplicamos as principais estratégias na busca de mais envolvimento com o consumidor, mas não é esse o foco desse artigo.

A ideia desse artigo é mudar a mentalidade do empresário por trás do conceito de engajamento

Grávida, Renata montou o quarto da sua filha Bella com os móveis da empresa Ameise Design com todo o carinho possível e com bastante antecedência, porém infelizmente a sua filha veio a falecer 10 dias depois do parto.

Nem precisamos dizer o quanto isso foi verdadeiramente impactante na vida do casal e da família toda. Esse sofrimento perdurou algum período, até que chegou a hora da Renata decidir o que fazer com o quarto da menina Bella, até então intocado.

Renata empacotou todos os itens e sobre os móveis ela decidiu entrar em contato com a empresa para saber se eles faziam o serviço de desmontar os móveis e quanto seria.

thumb-engajar-e-muito-mais-do-que-gerar-likes-e-mudar-a-mentalidade

É aí que entra o engajamento na sua essência!

A empresa sensibilizada pelo ocorrido na vida de Renata acabou agindo de um jeito completamente não-comercial e ofereceu duas opções:

(Leia o texto citado numa menção da própria Renata no seu Facebook)

“ou mandariam um funcionário desmontar e embalar tudo e, quando eu quisesse, eles mandariam novamente uma pessoa para montar tudo, sem custo, ou então viriam buscar os móveis e me devolveriam todo o dinheiro.”

A atitude da empresa foi tão inesperada, mas ao mesmo tempo tão sensível, que isso impactou positivamente a vida da Renata. Ela devolveu os móveis 6 meses depois da compra já sonhando com uma nova gravidez.

“Nós vendemos mais que móveis, vendemos sonhos. E se o seu não foi do jeito que você queria, não faz sentido você ficar com esses móveis”.

Foi com essa frase que os funcionários da empresa foram até o quarto da Bella e desmontaram carinhosamente os móveis deixando o quarto dela vazio, mas o coração da Renata cheia de alegria.

Isso é engajar!

Esse artigo é útil para alguém? Compartilhe!

Share on linkedin
LinkedIn
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on pocket
Pocket
Share on email
Email
Share on print
Print

O que achou do artigo? Comente o que achou!