Por Cristiano Santos

Fundador da Kamus, designer web especialista em criação de sites com WordPress focado em negócio; pai, marido e goleiro de fim de semana.

Pare um minuto e reflita: qual foi a última vez que você ou algum colaborador da sua empresa fez um cliente sorrir?

É muito boa a sensação de quando a sua atuação faz alguém sorrir não é mesmo? Principalmente se for por causa do seu trabalho.

A imagem da sua empresa estará vinculada por muito tempo na mente do seu cliente baseado nessa experiência! Toda vez que ele precisar de algo do seu segmento, certamente lembrará desse sorriso!

Um bom exemplo disso foi o caso da empresa Nubank que adiantou R$ 60,00 de crédito para aumentar o limite da sua cliente Pâmela Cândido poder usá-lo no táxi para ir numa entrevista.

Ela estava sem crédito, pois havia pago a fatura naquele dia, e demoraria pelo menos 2 dias para compensar. Ao falar com a empresa do seu problema, o atendendo liberou o crédito na hora no aplicativo e a cliente Pâmela chegou no seu compromisso por causa dessa ajuda (Assista o vídeo da reportagem do Bom dia Brasil sobre esse ‘case’ clicando no box a seguir).

Bom Dia Brasil | Relação entre SAC das empresas e consumidor tem melhorado

Como é citado na matéria, o número de empresas que atuam dessa forma é muito pequeno. Por mais que seja um negócio, é preciso subir o nível de relacionamento com o público e estar em busca constante para gerar empatia.

Se com um colaborador já é difícil gerar empatia no consumidor, imagine num site!

A falta de empatia pode ser determinante para a baixa taxa de conversão num site. Mais do que passar as informações sobre o seu produto ou serviço, é preciso conquistar esse usuário.

Ainda que a sua empresa não venda nenhum produto através do site, é na navegação que o usuário toma a decisão de compra ou contratação, mesmo que de forma indireta ou em outro momento.

“Dê o presente da sua atenção àquilo que você está fazendo e a quem quer que esteja com você.” (Jim Rohn)

Por isso é fundamental que a arquitetura de informação seja uma conversa entre a empresa e consumidor. É preciso planejar esse ‘storytelling’ de forma a surpreendê-lo. E a forma mais eficaz é gerar empatia!

Mesmo que o usuário seja o Simon Cowell, jurado do programa Britain’s Got Talent, é possível surpreendê-lo fazendo-o sorrir!

Percebam que na há nada demais na coreografia. Mas a apresentação gerou empatia e isso surpreendeu à todos, e o Simon, mesmo sendo muito exigente com os candidatos, disse a expressão “Dream come true!” e fez o grupo avançar no programa.

Por isso empresário, pense em como você vai conseguir essa mesma reação falando com os usuários na próxima vez que você construir um site. Quem sabe ele aperte o botão dourado também para o seu produto ou serviço!?

Esse artigo é útil para alguém? Compartilhe!

LinkedIn
Facebook
Twitter
WhatsApp
Pocket
Email
Print

O que achou do artigo? Comente o que achou!

Kamus © 2016 / 2018 – (21) 98412-8528 – falecom@kamus.com.br – CNPJ 26.649.828/0001-69
Gestão de VPS e Hospedagem WordPress Xdevs

Olá, tudo bem?
Fale comigo no Whatsapp