Na comunicação de uma gestão de crise, cada detalhe importa muito

Infelizmente o noticiário atual no nosso país não está lá muito bacana de se acompanhar. Crise econômica e política, esquema de corrupção e agora sobrou até para a nossa carne.

Deflagada pela Polícia Federal, a chamada Operação Carne Fraca, tem como objetivo desarticular um suposto esquema de corrupção envolvendo fiscais do Ministério da Agricultura e donos de frigoríficos, dentre elas a BRF (das marcas Sadia e Perdigão) e JBS (Friboi e Seara).

A crise acabou se instaurando depois da denúncia, e claro, ganhou a Internet. Memes dos mais variados invadiram a linha do tempo e o caso ficou bastante efervescente. Motivo suficiente para as marcas se prepararem. Mas não foi isso que aconteceu.

O Diabo está nos detalhes

Essa máxima é levada ao extremo quando o assunto é presença online. Cada passo da comunicação precisa levar em consideração a percepção do público frente à marca. Quando uma crise se instala, todo cuidado é pouco.

A empresa JBS correu pra fazer um vídeo com depoimentos de funcionários para amenizar o problema, que ajudaria bastante a consolidar a imagem da empresa, porém, quando usou uma imagem de um dos produtos da Friboi, o selo da carne estava com data de validade de 2013.

Foi o suficiente para virar piada nas redes sociais, aumentando ainda mais a crise, obrigando a empresa a publicar uma nota de esclarecimento dizendo que usou imagens de arquivo (o que é normal!) e reeditou o vídeo sem a imagem da peça.

Ainda que fique provado que a empresa não tenha nenhum problema com a denúncia da Polícia Federal, qual imagem você acha que o público terá dela de agora em diante?

Artigo publicado por Cristiano Santos
Designer web e founder da Kamus
Hub de profissionais

Leia mais artigos desse autor